CAÇA ILEGAL CRESCE EM MARIALVA



A Polícia Militar Ambiental realizou um balanço da caça ilegal desde o início de 2020 e concluiu que houve um crescimento exponencial da prática na região. Marialva está entre as cidades em que caçadores buscam animais silvestres para venda em mercados clandestinos.

Animais como capivara, paca e tatu são os mais procurados na cidade. Porém, a PM ambiental tem feito um trabalho consistente de apreensão de armas com caçadores.

Segundo a corporação, até o fim de julho, foram aproximadamente 300 armas apreendidas em cidades próximas a Maringá.

O tenente Ulisses de Deus Gomes afirmou que o grande número de apreensões indica o crescimento da prática na região. Cidades como Mandaguari, Marialva, Floraí e Pulinópolis são as mais visadas. Isto acontece porque Marialva e esses municípios têm rios que passam por área de reserva legal, onde os caçadores vão para praticar esse crime.

A caça ilegal pode resultar em até um ano de prisão, além de multa e processo administrativo.

A prática criminosa também pode colocar a saúde da população em risco, já que esses animais são potenciais transmissores de doenças para seres humanos. Quando ocorre o consumo de uma espécie retirada diretamente da natureza, o risco é eminente.

O tatu, por exemplo, pode transmitir hanseníase. A capivara, pode transmitir a febre maculosa, doença que apresenta risco à vida humana.

🚨🚑🚁🚒🚨

NOTÍCIAS DE Ⓜ️ARIALVA!

🤳🏻Plantão 24 horas pelo WhatsApp

📱(44) 9 9734-7144

© Copyright 2019, All Rights Reserved Notícias de Marialva

  • log whats
  • FACEBOOK
  • INTAGRAM