CASO JULIEDES: PC CONFIRMA QUE MULHER VIU A EXECUÇÃO DO PM



O delegado Adriano Garcia revelou na manhã desta segunda-feira, 3, mais uma novidade no caso do policial militar Juliedes Nunes, de 37 anos, morto no mês passado no Conjunto Vale Azul em Sarandi.


Segundo o delegado, na sexta feira, 31, após a análise nos bastidores da divulgação de entrevista de Débora Alves dos Santos, de 24 anos, aos Programas Pinga Fogo na TV (Band Maringá) e Balanço Geral (RICTV Record) ela foi novamente interrogada e confessou que estaria junto ao atirador no momento dos disparos. Ela ainda nega ter efetuado os disparos.


“Isso implica no fato de que não mais se sustentará a versão dela de que foi deixada a cerca de 100 metros do local dos disparos”, comentou o delegado.


Na nova versão, Débora disse que o policial desligou a motocicleta, desceu com ela sentada junto e no local dos disparos ela desceu, retirou o capacete e o entregou a Juliedes. Após isso, ocorreram os disparos e os dois envolvidos no crime Débora e Vagner Severiano, de 27 anos, que ainda está foragido, subiram a rua correndo.


🚨🚔🚑🚁🚒🚨

Aconteceu... está no Notícias de Marialva!

🤳🏻Envie denúncias, fotos, vídeos e notícias para nosso WhatsApp📱(44) 9 9734-7144

© Copyright 2019, All Rights Reserved Notícias de Marialva

  • log whats
  • FACEBOOK
  • INTAGRAM