MAIS DE 200 INCÊNDIOS AMBIENTAIS SÃO REGISTRADOS, EM OITO MESES, NA REGIÃO DE MARINGÁ



O tempo seco aliado a imprudência do ser humano tem causado um número de incêndios ambientais muito alto na região de Maringá. E as principais causas do surgimento de novos focos se dá pela imprudência do homem: jogando bituca de cigarro no mato seco, por exemplo.

Esses incêndios têm preocupado o Corpo de Bombeiros. Segundo dados da corporação, já foram registrados 223 casos de incêndio em vegetações neste ano.

O último incêndio ocorreu em Mandaguari, na noite de terça-feira (20). Os bombeiros agiram rápido e evitaram que o incêndio chegasse a uma fábrica de ração.

Em Marialva e Maringá, não chove há mais de 35 dias, a última chuva foi registrada no dia 15 de julho quando foram registrados quatro milímetros.

As queimadas também têm ocorrido em todo o estado. O Instituto Nacional de Pesquisas Espaciais (INPE) informou que, somente em agosto, foram registrados 732 focos de incêndio em vegetação. Maior do que em agosto de 2018 quando foram 672 focos.


🚨🚔🚑🚁🚒🚨

Aconteceu... está no Notícias de Marialva!

🤳🏻Envie denúncias, fotos, vídeos e notícias para nosso WhatsApp📱(44) 9 9734-7144

© Copyright 2019, All Rights Reserved Notícias de Marialva

  • log whats
  • FACEBOOK
  • INTAGRAM