SERVIDORES DA UEM DECIDEM ENTRAR EM ESTADO DE GREVE



Os servidores da Universidade Estadual de Maringá (UEM) decidiram no dia de ontem, terça-feira (29), entrar em estado de greve e assembleia permanente. A decisão foi tomada, por unanimidade, em Assembleia Geral marcada pelo SINTEMAR e que contou com a presença de docentes e agentes universitários.


De acordo com o sindicato, estado de greve é diferente de indicativo ou deflagração de greve. A deliberação serve de alerta ao governo Estadual e significa que os servidores poderão aprovar uma greve a qualquer momento.


De acordo com as pautas levantadas na Assembleia, o principal motivo do estado de greve é o não pagamento da recomposição salarial.


Os participantes decidiram também aderir ao Movimento Nacional dos Estudantes em Defesa da Educação, contra o contingenciamento de 30%, feito pelo Governo Federal, às universidades públicas e o corte de verbas para os cursos de pós-graduação.


A concentração será amanhã, dia 30 de maio, às 16h45 no estacionamento entre o Restaurante Universitário e Biblioteca Central da UEM. Às 17h30 acontecerá uma passeata pela Rua 10 de Maio, avenida Herval, até chegar a Avenida Brasil, rumo à praça Raposo Tavares.


🚨🚔🚑🚁🚒🚨

Aconteceu... está no Notícias de Marialva!

🤳🏻Envie denúncias, fotos, vídeos e notícias para nosso WhatsApp📱(44) 9 9734-7144

© Copyright 2019, All Rights Reserved Notícias de Marialva

  • log whats
  • FACEBOOK
  • INTAGRAM